Tráfego

Líder mundial em monitoramento e controle de tráfego urbano adaptativo em tempo real, o sistema SCOOT está instalado em mais de 200 cidades em 14 países diferentes e está nas sedes de grandes eventos internacionais como a ferramenta capaz de solucionar os problemas de gestão do tráfego urbano, reduzindo atrasos, paradas e congestionamentos.

Londres                                                                             Hong Kong
São Paulo                                                                         Fortaleza
Pequim                                                                              Johannesburg
Seul                                                                                    Cidade do Cabo              
Bahrein                                                                              Durban
Dubai                                                                                  Port Elizabeth

Por que adotar o SCOOT?

Além de ser o líder mundial em sistemas de controle de tráfego urbano adaptativo em tempo real, o SCOOT possui uma história de evolução contínua de mais de três décadas, totalmente testado e confiável. Por ser muito utilizado em várias cidades do mundo, o SCOOT mostra sua eficiência nos resultados apresentados após medições nos horários de pico.
Pequim – 32% de redução no tempo de espera
Toronto – 22% de redução nas paradas
Southampton – 61% de redução no tempo de viagem
São Paulo – 44% de aumento na velocidade média da subárea
Os benefícios da coordenação obtidos pelo SCOOT se mantêm ao longo do tempo para a comunidade e para o meio ambiente:

  • Redução do consumo de combustível
  • Redução dos custos de manutenção
  • Redução do custo social por tempo perdido
  • Redução do número de acidentes 
  • Redução da emissão de gases poluentes

Como núcleo de um sistema ITS (Intelligent Transportation System – Sistema de Transporte Inteligente), o SCOOT adapta-se às mais diversas situações e integra-se a outros sistemas para a melhoria do tráfego e transporte em regiões urbanas.

  • Otimização semafórica para redução de tempo de percurso, atrasos e paradas
  • Redução do tempo de verde ocioso
  • Detecção, controle e monitoramento de congestionamentos
  • Priorização de transporte coletivo
  • Priorização para veículos de emergência
  • Detecção automática de acidentes e incidentes